Identificação eletrônica como ferramenta de gestão na pecuária

A coleta adequada de dados a campo é fundamental na produção pecuária, pois permite o controle dos diferentes estágios do processo de produção e das quantidades de estoque disponíveis ao longo do tempo.

“Somente com a identificação individual dos animais é possível fazer uma gestão eficiente do rebanho. Em uma atividade que exige cada vez mais profissionalismo, coletar dados com precisão permite ter controle mais confiável, seguro e ágil da produção, melhorando os resultados”, explica Ivo Martins, gerente comercial da Allflex, líder mundial em identificação e monitoramento de animais.

Para bovinos, a Allflex produz identificadores eletrônicos compostos por duas partes conhecidas como macho e fêmea, permitindo encaixe perfeito, perfurando a orelha do animal. Esse tipo de identificador é especialmente indicado aos criatórios de grande escala, pois traz facilidade de leitura, feita por rádio frequência (RFID).

Martins destaca que entre as vantagens do uso do botton eletrônico como método de identificação está a automatização da coleta de dados. “Não há erro na coleta e na transmissão de dados. Além disso, há redução no tempo de trabalho, na ocorrência de acidentes e no contato do colaborador com o animal, o que diminui o estresse. O sistema também colabora para a redução das contusões nas carcaças dos animais nas diferentes fases de manejo”, ressalta.

Segundo o gerente comercial da Allflex, é cada vez mais comum o uso da tecnologia no campo e diversos equipamentos e sistemas ajudam o pecuarista na gestão e execução do trabalho no seu dia a dia. “Toda essa tecnologia vem facilitar os serviços, dar mais agilidade ao manejo e maior segurança na gestão das informações”, salienta.

A Allflex oferece ampla gama de produtos para identificação visual e eletrônica dos rebanhos que ajudam na gestão da atividade. Ciente dos ganhos de eficiência que a identificação eletrônica do rebanho pode trazer à pecuária, a CFM acaba de se tornar parceira da Allflex, dando início à adoção de mais essa tecnologia em seu sistema de produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *